Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
00:00:00
Igreja no Rádio
05:00:00
 
 

Cookies e Política de Privacidade
A Tua Rádio utiliza cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

“Carreata pela educação” marca o início da noite de segunda em Guaporé

por Eduardo Cover Godinho

Pais guaporenses se mobilizaram em manifesto pacífico nas vias públicas do município. Famílias pedem pela volta às aulas nas instituições de ensino públicas (municipais e estaduais), particulares e de idiomas. Para eles, com as escolas fechadas por mais tempo, o prejuízo para a educação das crianças, bem como abalo psicológico e emocional serão ainda maiores.

Pais e crianças que ocupavam os mais de 400 veículos carregavam cartazes com suas reivindicações, especialmente com a frase: “Escola Já”. Bandeiras e balões em preto e amarelo também foram fixadas nos carros.

A carreata teve início em frente à empresa Rasatronic por volta das 18h e percorreu as principais ruas e avenidas da cidade. Em frente ao Fórum de Guaporé cartazes foram fixados pelos manifestantes. O trajeto encerrou-se nas proximidades do Autódromo Internacional Nelson Luiz Barro.

Policiais do 4º Pelotão da Brigada Militar (BM), comandados pelo Tenente Júlio César de Oliveira Greff, fizeram o acompanhamento do percurso para garantir a segurança de todos.

Um carro com alto-falantes abria a carreata ao som da música “É”, de Gonzaguinha:

“A gente quer viver pleno direito

A gente quer viver todo respeito

A gente quer viver uma nação

A gente quer é ser um cidadão

A gente quer viver uma nação”.

“Nós pais gostaríamos que nossos filhos voltassem a ter aulas presenciais para poderem ter saúde mental, pedagógica e ensino de qualidade. Acho que juntos faremos a diferença, amamos nossos professores e lutamos junto com eles pela volta segura. A gente também reivindica vacinas, queremos que todos voltem com segurança, mas que voltem o quanto antes. Não tem condições de nossas crianças terem mais um ano de atraso”, disse Camila Ferreira, representando os pais presentes na carreata.

 

Governo do RS:

Nesta segunda-feira, 05, o Governo do RS e a Procuradoria Geral do Estado entraram com um recurso junto ao STF pedindo uma medida cautelar para a suspensão das decisões judiciais e demais atos que impedem a retomada das atividades presenciais de ensino no Estado.

Central de Conteúdo Unidade Aurora

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais