Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
00:00:00
Igreja no Rádio
05:00:00
 
 

Érico Mineiro deixa a AGE Futsal para atuar na Tailândia

por André Fabio Bresolin

Vice-artilheiro da AGE em 2019 com 23 gols, atleta aceitou a proposta e vai jogar no Hongyen Thakam Futsal Club, de Bangcoc

Essa é a primeira vez que Érico Mineiro deixa o país para defender as cores de um clube
Foto: Divulgação

A Agremiação Guaporense de Esportes (AGE) prepara-se intensamente, nas áreas física e técnica, para a temporada 2020. A equipe adulta, comandada pelo técnico Fernando Castoldi, terá pela frente duas competições ainda no primeiro semestre. Em março, abril e na primeira quinzena de maio disputará a Copa Regional e a partir do dia 16 de maio a Liga Gaúcha 2, o mais importante certame do ano para o selecionado da “Capital da Hospitalidade”.

Com um elenco recheado de bons jogadores, Castoldi sofreu uma baixa na terceira semana de trabalhos. O ala/pivô Érico Vinícius Lopes Fazendeiro, o popular Érico Mineiro, 22 anos, está de malas prontas para atuar no futsal tailandês. Vice-artilheiro da AGE em 2019 com 23 gols o atleta, natural de Almenara/Minas Gerais, aceitou a proposta e vai jogar no Hongyen Thakam Futsal Club, de Bangcoc, capital da Tailândia. Essa é a primeira vez que Érico Mineiro deixa o país para defender as cores de um clube. A expectativa é das melhores.

“É um novo desafio. Com tristeza no coração me despeço dos companheiros e amigos que muito bem me acolheram em Guaporé. Levarei a AGE comigo. Time que me abriu as portas novamente para o futsal e onde vivi momentos de muita felicidade. Não tinha como recusar a proposta. Financeiramente é muito boa para mim e minha família”, disse Érico Mineiro que nas férias havia recebido propostas de clubes brasileiros e do exterior, mas preferiu desembarcar em Guaporé.

Além da AGE, o jovem jogador passou por clubes como o Minas Tênis Clube, S.C Corinthians, Tupi Futsal e Saja Futsal. Érico Mineiro destacou que o amigo Gabriel Irajá, ala esquerda, repassou algumas dicas de como é o futsal na Tailândia.

“Peguei informações com o Irajá. Grande amigo que o futsal nos deu. Acredito que a maior dificuldade será a adaptação à cultura tailandesa. Dentro de quadra é só fazer o que a gente sabe que tudo flui normalmente”, salientou.

Procurados, os membros da diretoria da AGE destacaram que a entidade está de olho no mercado e deve, nos próximos meses, anunciar mais um jogador para a temporada 2020.

Central de Conteúdo/Rádio Aurora 107.1 FM
Rede Scalabriniana de Comunicação
Siga-nos no Instagram: @rdauroraguapore

Central de Conteúdo Unidade Aurora

Enviar Correção

Comentários