Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
00:00:00
Igreja no Rádio
05:00:00
 
 

AGE/Centro Médico/Diamaju passa por cima das dificuldades e está na semifinal da Liga Gaúcha 2

por André Fabio Bresolin

Goleiro Romeno operou milagres debaixo das traves na classificação do time

Classificada entre as quatro melhores, a AGE/Centro Médico/Diamaju aguarda adversário da semifinal
Foto: Ascom/AGE

“Agradeço as manifestações, mas não foi só o Romeno que ganhou o jogo, foi o grupo da AGE. Todos tiveram participação importante, desde aqueles que estavam em quadra, como os que estiveram fora nos apoiando. Além do mais, a torcida foi maravilhosa e fez a diferença. Não poderíamos sair de quadra sem dar uma resposta positiva”, disse Romeno, goleiro da AGE/Centro Médico/Diamaju que “operou” milagres debaixo das traves na classificação do time para as semifinais da Liga Gaúcha 2.

O arqueiro da Agremiação Guaporense de Esportes, juntamente com o artilheiro Cristian – autor de três gols, Joe – autor de dois e do elétrico Pedrinho – autor de um gol, foi um dos destaques da vitória pelo placar de 4x2 sobre a Associação de Futsal e Cultura de Seberi (AFUCS) nos 40 minutos de bola rolando e no empate em 2x2 do tempo extra. A AGE/Centro Médico/Diamaju, comandada pelo técnico Fernando Castoldi, reverteu a desvantagem da partida de ida (5x3 para a AFUCS) e com apoio maciço dos torcedores, que lotaram o ginásio do Colégio Scalabrini, eliminou na noite do domingo, dia 20 de outubro, os adversários. O resultado deixa a AGE mais viva do que nunca na luta pelo título e pelo acesso à Liga Gaúcha. Os gols foram anotados por Cristian (3), Joe (2) e Pedrinho (1). Maki (2), Bruninho e Ademir descontaram para o time treinado por Canca.

Emoções

“Se chorei ou se sorri, o importante é que emoções eu vivi”, diz Roberto Carlos na música Emoções. Estes foram os sentimentos dos mais de 700 torcedores ao longo dos 50 minutos de bola rolando no “Scaldeirão”. A alegria estava estampada nos guaporenses, enquanto o sentimento de tristeza pela eliminação tomava conta dos cerca de 40 seberienses que lotaram um ônibus e vieram apoiar o time na busca pela vaga entre as quatro melhores da Liga Gaúcha 2. Não deu. A AGE/Centro Médico/Diamaju superou todos os problemas e, na garra, determinação, entrega, suor e esforço coletivo conseguiu o objetivo que era a vitória. Ela foi construída com paciência e sabedoria. Logo nos primeiros minutos os guaporenses, sem Érico Mineiro – internado com problemas respiratórios, criaram boas chances com Cristian, Alcides e Pedrinho, mas pararam nas mãos de Nanno. Porém, foi a AFUCS que abriu o marcador com Maki. A turma da “Capital da Hospitalidade”, sob regência do maestro Purão conseguiu ter tranquilidade para buscar a igualdade numérica após desperdiçar boas chances com Varela, Joe, Juliano e Kaju. Em cobrança de tiro-livre, Cristian, artilheiro da AGE com 26 gols, empatou no final da primeira etapa. Foi o estopim para que o ginásio explodisse de emoção.

Na volta do intervalo, com motivação extra e acertado por Castoldi, o time voltou determinado e conseguiu a virada. Joe tabelou com Pedrinho e bateu firme sem chances para Nanno. Com experiência de Airton Negão, Ademir e Andy, a AFUCS buscou o empate. Ademir bateu firme sem chances para Romeno. Por minutos o ginásio calou-se. A emoção voltou a tomar conta após Cristian, em jogada de craque, anotar o terceiro gol. A partir dali os guaporenses passaram a se defender e os oponentes a atacar. Romeno, com pelo menos quatro defesas difíceis, passou a ser o nome do jogo. Faltando poucos minutos, já utilizando goleiro-linha, a AFUCS viu a AGE aproveitar e anotar o quarto. A vitória colocou mais 10 minutos no caminho das duas equipes para as semifinais.

Prorrogação

No tempo extra, emoções não faltaram. A obrigação da vitória era da AFUCS. Para a AGE, o empate bastava. Nos segundos iniciais, Bruninho marcou para a AFUCS. Com calma, os guaporenses reverteram o escore. Após bela jogada, Airton contra (gol marcado para Pedrinho) empurrou a bola no fundo das redes de Nanno. Na sequência, Joe balançou o barbante e os torcedores explodiram de felicidade. Faltavam cinco minutos para a consagração e estes demoraram. Com o “coração na boca”, os ageanos viram Kaju ser expulso e Romeno praticar mais algumas defesas milagrosas. Até tiro livre o arqueiro defendeu. No zerar do cronômetro, Maki aproveitou para empatar. Era tarde. O segundo final foi apenas para sacramentar a vitória da AGE e a eliminação da AFUCS.

“Sem palavras. Agradecer a todos que nos apoiaram. Sofrido, mas merecido. Todos estão de parabéns. Agora é comemorar, festejar e se preparar para os dois próximos jogos que são os mais importantes do ano para a AGE”, disse Purão, que, aos 44 anos, teve fôlego de comandar a turma rumo à classificação para semifinal.

Castoldi, que soube trabalhar com as peças que tinha, resumiu o espetáculo em poucas palavras.

“Os jogadores estão de parabéns porque acreditaram no trabalho. Tivemos infelicidades (Érico e Alcides), mas quem entrou ‘peleou’ e deu conta do recado. A torcida jogou junto nos momentos difíceis e a energia que passou foi maravilhosa. Eu sempre disse que a Liga Gaúcha 2 é dificílima e a prova está aí. Não tem jogo fácil para ninguém”, destacou.

O adversário

Classificada entre as quatro melhores da “segundona” do futsal gaúcho, a AGE/Centro Médico/Diamaju aguarda o adversário que sai do confronto entre Lagoa Futsal e Esporte Clube Cometa, de Rodeio Bonito. O duelo será terça-feira, dia 22 de outubro, às 20h, no ginásio Adolfo Stella. No primeiro jogo, empate em 2x2.

Quartas de final (mata-mata)
Partidas de Volta
AGE 4 x 2 AFUCS
Prorrogação: 2x2 (AGE classificada)

Guarani Futsal 2 x 3 Sercca
Prorrogação: 2x0 (Guarani classificado)

Horizontina Futsal 6 x 1 Nadas Branco

Terça-feira, dia 22, às 20h em Lagoa Vermelha
Lagoa Futsal x E.C.Cometa

Central de Conteúdo/Rádio Aurora 107.1 FM
Rede Scalabriniana de Comunicação
Siga-nos no Instagram: @rdauroraguapore

Central de Conteúdo Unidade Aurora

Enviar Correção

Comentários