Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
14:00:00
Em Alta
18:00:00
 
 

Poder Público promove Círculos Restaurativos de Diálogo e Resolução Não Violenta de Conflitos nas Escolas da Rede Municipal

por André Fabio Bresolin

Atividade educacional se estenderá até o mês de dezembro

O Poder Público, através da secretaria de Educação, coordenada pela secretária Veridiana Maria Tonini, iniciou no mês de agosto a realização do Projeto “Círculos Restaurativos de Diálogo e Resolução Não Violenta de Conflitos”. A atividade educacional, que tem parceria com o Campus da UCS de Guaporé, coordenado pelo diretor Francisco Lúcio Salvagni, se estenderá até o mês de dezembro de 2019.

A iniciativa surgiu a partir da necessidade das escolas investirem em práticas educativas mais humanizadoras nas relações interpessoais dos educadores, monitores, equipe gestora e educandos. O projeto tem como objetivo propor a criação de um “Pacto da Educação pela Convivência Saudável” no município, tendo como estratégia a promoção de ações pacificadoras, do bem comum e prevenção das formas de violência no cotidiano da educação escolar e não escolar, fortalecendo iniciativas de convívio humano em diferentes espaços e tempos.

As facilitadoras das oficinas alternativas à violência são as educadoras Berenice M. P. Romanzini e Jacira M. O. Postal, sendo os coordenadores do projeto, a professora Maristela Pedrini, pela Universidade de Caxias do Sul (UCS), e o professor Delcio Antônio Agliardi, como representante do Núcleo de Inovações e Desenvolvimento (NID) – Observatório de Cultura de Paz, Direitos Humanos e Meio Ambiente da UCS. Os educandários que participam neste primeiro momento são Escola Municipal de Ensino Fundamental Dr. Jairo Brum, do bairro Santo André, e Escola Municipal de Ensino Fundamental Alexandre Bacchi, do bairro São Cristóvão.

“O projeto de oficinas iniciou de forma voluntária na Escola Dr. Jairo Brum há tempos e tem demonstrado resultados surpreendentes. Pelos relatos das experiências nos educandários percebe-se que estas práticas e metodologias para a resolução dos conflitos provocam mudanças comportamentais significativas, melhorando as relações interpessoais e resultando em enormes ganhos para os agentes envolvidos no processo educativo, como também para os educandos”, destacou a secretária Veridiana.

As atividades em formato de círculos restaurativos visam a resolução de conflitos, estimular vivências e experiências culturais, sociais, afetivas, mediação de conflitos, prevenção ao bullying, promoção dos Direitos Humanos, cultura do bem viver, disciplina, criatividade, autoestima e o desenvolvimento das inteligências múltiplas.

Dessa maneira, a Secretaria Municipal de Educação permanece no desenvolvimento do seu grande projeto: Educação - Um Novo Olhar, Um Novo Futuro.

Central de Conteúdo/Rádio Aurora 107.1 FM
Rede Scalabriniana de Comunicação
Siga-nos no Instagram: @rdauroraguapore

Central de Conteúdo Unidade Aurora

Enviar Correção

Comentários