Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
20:00:00
Tua Essência
23:59:00
 
 

Desenvolvimento: “Turismo Rural” ganha força em Guaporé

por Eduardo Cover Godinho

Em caravana, cerca de 40 pessoas, oriundas de diversas cidades gaúchas, estiveram visitando propriedades rurais e se encantando com as belezas naturais

Rica em belezas naturais e com o empreendedorismo cada vez mais aflorado dos agricultores, a zona rural de Guaporé apresenta dezenas de pontos e lindas propriedades que podem ser exploradas para a criação de um roteiro turístico ímpar região da Serra Gaúcha. Se o setor sofreu um grande impacto econômico em 2020 com a pandemia do coronavírus (Covid-19), a expectativa é que este ano, com a procura das pessoas por uma vida cada vez mais saudável e voltando os olhos para o campo, a situação seja diferente.

Conhecer a realidade e o potencial do setor e, em especial da zona rural, é o primeiro passo para que todos possam ganhar a curto, médio e longo prazo.

“Guaporé, terra das joias folheadas e lingeries, tem enorme potencial para explorar o ‘Turismo Rural’. Temos maravilhas espalhadas pelo interior que, infelizmente, ainda são pouco exploradas. A comunidade é empreendedora e acreditamos que, se todos os entes estiverem unidos, possamos crescer cada vez mais. Com consciência ambiental, coragem e união de esforços entre os fomentadores do turismo na região podemos nos tornar um ponto de referência no Estado. Basta acreditar”, disse o presidente do Conselho Municipal de Turismo (Comtur), empresário Márcio Garbin.

Prova que o “Turismo Rural” poderá tornar-se uma das molas propulsoras da economia guaporense é a presença de excursões que, a cada período, estão visitando propriedades produtoras de uva, vinícolas e pontos turísticos marcados por belezas naturais. As estradas vicinais, com paisagens de encher os olhos, também são convidativas. Nos últimos dias, cerca de 40 turistas, das mais diversas cidades gaúchas, estiveram conhecendo o interior. A ação foi promovida pelo grupo “Indiada Buena – Aventuras”, de Bento Gonçalves.

Caminhando por estradas e trilhas, os visitantes passaram pela Linha Félix da Cunha onde puderam apreciar a natureza, a barragem, as cavernas existentes e banharam-se em riachos e cascatas.

“O que buscam é descobrir novos lugares e, principalmente, valorizar a natureza. Cabe às entidades e ao Poder Público despertar para essa nova realidade, dando condições de bons acessos (estradas) e fomentando a vinda de novos turistas”, salientou Antônio César Perin, engenheiro Agrônomo da Emater/Ascar-RS.

Novas comitivas de turistas estão agendadas para os próximos dias.

Central de Conteúdo Unidade Aurora

Enviar Correção

Comentários