Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
12:10:00
No Ponto
14:00:00
 
 

Observatório do Trabalho aponta crescimento no emprego em Guaporé

por Eduardo Cover Godinho

No mês de setembro, foram 20 novos vínculos entre admissões e desligamentos. Ao longo de 2017, são 202 postos abertos com carteira assinada

A economia do Brasil mostra em 2017 sinais visíveis de recuperação. Medidas econômicas adotadas pelo Governo Federal estão dando resultados e sinalizam que o país superou a recessão. Apesar da situação política desfavorável, a confiança no mercado voltou e os números da empregabilidade estão em crescimento. Ao longo dos nove meses de análise da empregabilidade, dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) – Ministério do Trabalho e Previdência Social (MTPS), seis foram de números favoráveis. O saldo aponta a criação de 208.874 vagas de emprego com carteira assinada, sendo 34.392 somente no mês de setembro. Apesar da euforia, o número dos últimos 12 meses segue negativo com o fechamento de 466.654 postos.

O crescimento momentâneo no país não tem se refletido no Rio Grande do Sul. Em solo gaúcho, ao longo do ano, o registro é de 630 postos de trabalhos com carteira assinada fechados. Somente em setembro, foram 278. Nos últimos 12 meses, foram fechados 25.689 postos de trabalho no Estado. O setor que mais fechou postos de trabalho foi o da Indústria de Transformação com 12.743 vínculos a menos, seguido pelos Serviços, com 5.925 vagas encerradas. Nesse mesmo período, o único setor que abriu novos postos foi o do Comércio, com 979 novas vagas.

Compilados pela Universidade de Caxias do Sul (UCS) – Núcleo de Inovação e Desenvolvimento (NID) através do Observatório do Trabalho, os dados do Caged mostram a realidade do emprego e desemprego em 10 cidades da Serra Gaúcha. Entre elas está Guaporé, que apresentou dados positivos em sete, dos nove meses de avaliação em 2017. O saldo acumulado no ano entre admissões e desligamentos é de 202 postos abertos. Em setembro, foram 20 vínculos criados. O número é menor do que o mês de agosto, porém, segue crescente e anima os que estão em busca da inserção no mercado de trabalho. Os meses derradeiros (novembro e dezembro), com o aquecimento nas vendas nas datas comemorativas (Natal e Final de Ano), tendem a registrar novamente números positivos na empregabilidade.

Porém, a recessão dos anos de 2015 e 2016 ainda respingam dados negativos na “Capital da Hospitalidade”. Nos últimos 12 meses, foram fechados 91 vínculos de trabalho na cidade. O setor que mais fechou postos de trabalho foi o da Indústria de Transformação, com 163 vínculos encerrados. Nesse mesmo período, o setor que mais abriu postos de trabalho foi o de Serviços, com 45 vagas criadas. A estimativa dos economistas é que o saldo volte a ficar positivo no primeiro trimestre de 2018.

Central de Conteúdo Unidade Aurora

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais