Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
14:00:00
Em Alta
18:00:00
 
 

Após alteração em virtude da pandemia, IPTU tem vencimento em junho

por André Fabio Bresolin

Contribuinte poderá quitá-lo de duas formas: pagando o imposto em cota única, com a manutenção do desconto de 10%, ou em quatro vezes

Pagamentos poderão ser efetuados na rede bancária, lotéricas e na tesouraria da Prefeitura, localizada no primeiro andar
Foto: Divulgação

A Administração Municipal, através da secretaria da Fazenda, tomou uma série de medidas de contenção para aliviar o impacto econômico causado pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Entre elas, a alteração do prazo de pagamento da cota única e da primeira e segunda parcelas do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU).

O contribuinte, conforme o secretário Celso Fernando Grando, poderá quitá-lo de duas formas. Pagando o imposto em cota única, com a manutenção do desconto de 10%, ou em quatro vezes. Os vencimentos das parcelas são: junho (dia 10), julho (dia 10), agosto (dia 12) e outubro (dia 13). Os pagamentos poderão ser efetuados na rede bancária, lotéricas e na tesouraria da Prefeitura, localizada no primeiro andar.

“Mesmo que no carnê conste vencimento em 13 de abril, o contribuinte poderá pagar até o dia 10 de junho. Se optar pela parcela única, receberá o desconto de 10%. O que modificamos foram as datas das duas primeiras parcelas que venciam nos meses de abril e junho, respectivamente. O benefício para quem efetuar o pagamento à vista continua”, afirmou.

Foram distribuídos pela agência dos Correios 14,9 mil carnês do IPTU. A projeção de arrecadação, conforme Grando, gira em torno de R$ 9,5 milhões. Porém, a previsão de entrada é de 85% do total lançado pela Secretaria da Fazenda.

“Esperávamos arrecadar em 2020 aproximadamente R$ 7,45 milhões. Essa é a expectativa que tínhamos no mês de março antes da pandemia da Covid-19. Agora, diante de toda a situação econômica vivida, temos uma previsão de entrada nos cofres públicos de R$ 7 milhões. Ou seja, 85% dos contribuintes deverá pagar IPTU. Saliento que é o único imposto que a integralidade do valor permanece para ser investida em benefício à comunidade, sendo que deste total 40% são obrigatoriamente aplicados nas áreas de educação (25%) e saúde (15%)”, destacou o secretário.

Mesmo com a modificação, cerca de R$ 2,2 milhões foram arrecadados com pagamentos ao longo dos meses de abril (R$ 1,29 milhão) e maio (R$ 980 mil). A previsão para o mês de junho é que entrem nos cofres da Administração Municipal aproximadamente R$ 3,5 milhões.

Central de Conteúdo/Rádio Aurora 107.1 FM
Rede Scalabriniana de Comunicação
Siga-nos no Instagram: @rdauroraguapore

Central de Conteúdo Unidade Aurora

Enviar Correção

Comentários