Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
14:00:00
Em Alta
18:00:00
 
 

Biblioteca Municipal Júlio Alves de Campos é reaberta à comunidade guaporense

por Eduardo Cover Godinho

Prédio histórico, na área central, foi restaurado e abriga cerca 10 mil exemplares. Acervo está catalogado e à disposição da comunidade

Com investimentos do Poder Público na restauração de um prédio que é patrimônio histórico e cultural de Guaporé, inclusive com o tombamento da fachada (decreto n.º 5.603/2016), a Biblioteca Municipal Júlio Alves de Campos ganhou um novo e moderno espaço para a oferta do seu rico acervo à comunidade. São cerca de 10 mil exemplares de livros, revistas, jornais, mapas, entre outros itens, que estão alocados no prédio de traços arquitetônicos riquíssimos, que abrigou o Banco Meridional e o Poder Legislativo, bem como, na década de 90, a própria biblioteca.

Em espaço pensado para oportunizar maior comodidade e conforto para a leitura presencial, como também para a localização rápida das obras literárias, periódicos e outras publicações, a Biblioteca Municipal conta com lugar específico para que as crianças possam buscar conhecimento e realizar suas atividades escolares. O acervo, os móveis e demais materiais que fazem parte do espaço foram trazidos da Casa da Cultura pelos servidores da municipalidade, sob coordenação do diretor da Biblioteca Pública Municipal, Alexandre Robledo Lanzoni.

“Uma atividade que demandou tempo. Além da preciosidade de algumas obras, havia muito material para carregar e tivemos o cuidado para trazê-los, bem como higienizá-los. Tivemos uma preocupação muito grande em virtude do que estamos passando no enfrentamento à pandemia. A comunidade pode ficar tranquila que há um rigoroso controle de entrada e saída das obras, em especial na limpeza de cada uma no momento da retirada e na entrega”, destacou.

O diretor Lanzoni salientou ainda a beleza do lugar.

“Há tempos, de forma improvisada, a Biblioteca Pública ocupava uma sala no andar térreo da Casa da Cultura. Apesar de ser ampla, não oferecia comodidade e estava um tanto quanto escondida. A valorização da cultura acessível à comunidade, em especial às crianças, adolescentes e jovens, passa por investimentos como este. O prédio é muito bonito e não poderia ter outra utilidade a não ser abrir um espaço voltado à preservação da história da humanidade”, destacou.

O secretário de Turismo, Cultura e Esporte, Thiago Reder, afirmou que a Biblioteca Municipal merecia um espaço digno, pelo acerto riquíssimo que possui à disposição da comunidade.

“Não há palavras para descrever a emoção que senti, como secretário, em ver todas as obras e publicações da Biblioteca Municipal em um lugar mágico. O prédio, recuperado com investimentos próprios e um trabalho exemplar do Governo Municipal de manutenção dos prédios públicos, passa uma sensação de tranquilidade e, desta forma, torna-se propício para o resgate do hábito da leitura e pesquisa. Que a comunidade possa usufruir do novo ambiente”.

Conforme registros, são cerca de 300 exemplares emprestados mensalmente para a comunidade. A Biblioteca Municipal Júlio Alves de Campos atende de segunda a sexta das 8h30min às 11h30min e das 13h30min às 17h30min.

Central de Conteúdo Unidade Aurora

Enviar Correção

Comentários