Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
00:00:00
Igreja no Rádio
05:00:00
 
 

“Varal Solidário” colabora com famílias em vulnerabilidade social

por André Fabio Bresolin

Com o slogan “Doe o que puder, pegue o que precisar!”, espaço encontra-se na Avenida Alberto Pasqualini, bairro Centro

O projeto do “Varal Solidário” tem prosseguimento e não há prazo para que seja encerrado
Foto: Eduardo Cover Godinho

Ajudar o próximo que está passando por necessidades é um gesto humanitário e de grandeza imensurável. Ações de solidariedade afloraram há cerca de dois meses visto as dificuldades financeiras que muitas famílias estão enfrentando em virtude da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Muitas pessoas foram afetadas economicamente com a perda do emprego ou dos rendimentos diários. A compra de produtos essenciais, em especial para colocar nas refeições e vestir-se adequadamente para o que pede a estação, ficou complicada.

Pensando em colaborar com os menos favorecidos, uma turma de amigos, que tem envolvimento em muitas ações sociais ao longo dos anos, resolveu inovar e criou o “Varal Solidário”. Com o slogan “Doe o que puder, pegue o que precisar!”, o espaço encontra-se montado na Avenida Alberto Pasqualini, bairro Centro, em frente ao imóvel número 1045. Lá é possível retirar, de forma gratuita, roupas, calçados, alimentos não perecíveis, ração para animais, cobertas, entre outros. Porém, para a proposta solidária ter continuidade é necessária a participação da comunidade. É esta que mantem a “vida” do lugar.

“Montamos com o intuito de contribuir com aquelas pessoas em vulnerabilidade social. O “Varal Solidário” é uma proposta inovadora e diferente. Está funcionando há tempos e sempre manteve-se com auxílio da comunidade e o respeito de quem está precisando. Acreditamos na bondade do ser humano, seja aquele que doa ou aquele que retira o que necessita. Estamos muito felizes em ajudar o próximo”, disseram os organizadores.

No espaço, um cartaz orienta a comunidade para que o projeto continue tendo sucesso. Nele destacam-se: o pedido para que se evite aglomerações e recomenda-se a distância de 1,5m por pessoa; para que não levem os cabides, importantes para a reposição das peças; e o pedido para levar somente o que precisar, para que outras famílias possam ser ajudadas.

O projeto do “Varal Solidário” tem prosseguimento e não há prazo para que seja encerrado, conforme destacaram os organizadores.

“A estrutura permanecerá até que esse momento, jamais imaginado por todos nós, passe. Contamos com a colaboração da comunidade de bem. Continue doando e faça parte dessa corrente de solidariedade”.
O lugar conta com álcool em gel para a higienização das mãos antes e depois do manuseio das mercadorias.

Central de Conteúdo/Rádio Aurora 107.1 FM
Rede Scalabriniana de Comunicação
Siga-nos no Instagram: @rdauroraguapore

Central de Conteúdo Unidade Aurora

Enviar Correção

Comentários