Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
20:00:00
Tua Essência
23:59:00
 
 

Famílias em vulnerabilidade social recebem mais 152 cestas básicas da Secretaria de Educação

por André Fabio Bresolin

A cada semana, um grupo de famílias com alunos nas seis escolas municipais faz a retirada

Entrega aconteceu nas escolas Gasparzinho, Pinguinho de Gente, Nairo José Prestes, Maria Rosa Ferreira, Mônica e Rosa dos Ventos
Foto: Divulgação

A pandemia do novo coronavírus (Covid-19) está causando estragos e muitas preocupações em todas as áreas. Além da saúde, onde não estão sendo medidos esforços por parte das autoridades e organizações para equipar hospitais e bem atender os pacientes, a economia doméstica, industrial e comercial está sendo afetada. Núcleos familiares, em especial os que possuem crianças, estão com dificuldades de colocar o alimento básico na mesa.

Com a aprovação da Lei Federal 13.987/2020, os alimentos da merenda escolar passaram a ser destinados, em caráter excecional e emergencial, para as famílias em vulnerabilidade social que possuem filhos na rede pública. Em Guaporé, a Administração Municipal, através do trabalho incansável dos profissionais da Secretaria da Educação, com apoio do Conselho de Alimentação Escolar (CAE), Escritório da Emater/Ascar-RS e da Cooperativa de Economia Solidária de Guaporé (Cooesg), distribuiu centenas de cestas básicas, com produtos da agricultura familiar. A cada semana, um grupo de famílias com alunos nas seis escolas de Educação Infantil e nas quatro de Ensino Fundamental faz a retirada. Foram 152 cestas entregues na quinta-feira, dia 15, com cardápio de alta qualidade. Cada unidade continha: alface, beterraba (1Kg), biscoito caseiro (1Kg), carne moída (1Kg), cebola (1Kg), feijão (1 pacote de 1Kg), laranja (1Kg), leite integral (3 litros), maça gala (1Kg), massa espaguete (1Kg), tempero verde (dois maços) e tomate (1Kg).

“Sabemos que a alimentação adequada é um direito estabelecido pela Constituição Federal e o Poder Público deve adotar as ações necessárias para garantir a segurança alimentar e nutricional da população. É importante a distribuição de alimentos para nossos alunos nesse momento de pandemia, a fim de assegurar a manutenção de seu estado nutricional, já que muitos têm na alimentação escolar sua principal (ou única) fonte de nutrição”, afirmou a nutricionista da Alimentação Escolar, Rafaela Dall’Asta.

A diretora da Alimentação Escolar, Licélia Cassol, complementou.

“Essa medida tem caráter emergencial. Além de garantir o acesso dos alunos aos alimentos, também permite que pequenos produtores da região continuem a manter sua renda durante o combate à pandemia. As equipes das escolas têm relatado que o momento da distribuição de alimentos tem sido muito gratificante, pois são famílias que realmente necessitam”.

A entrega das sacolas básicas aconteceu nos educandários Gasparzinho, Pinguinho de Gente, Nairo José Prestes, Maria Rosa Ferreira, Mônica e Rosa dos Ventos. No dia 21, serão contemplados os núcleos familiares das escolas de Ensino Fundamental.

Central de Conteúdo/Rádio Aurora 107.1 FM
Rede Scalabriniana de Comunicação
Siga-nos no Instagram: @rdauroraguapore

Central de Conteúdo Unidade Aurora

Enviar Correção

Comentários