Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
09:00:00
Temática
12:00:00
 
 

Lar da Criança Primo e Palmira Pandolfo distribuiu 1.850 Kg de alimentos às famílias das meninas

por Eduardo Cover Godinho

Produtos de limpeza e de higiene pessoal, máscaras, roupas, calçados, cobertores, brinquedos e fraldas também foram entregues ao longo dos meses de abril e maio

Pare das cestas básicas foram doadas pela secretaria de Assistência Social e Habitação
Foto: Divulgação

O Lar da Criança Primo e Palmira Pandolfo, entidade filantrópica mantida pela Congregação dos Missionários de São Carlos, tem recebido um carinho especial da comunidade guaporense e dos municípios arredores no enfrentamento a pandemia do novo coronavírus (Covid-19). A instituição, que atende 110 meninas no turno inverso ao da escola regular, se obrigou a adaptar-se ao momento. As assistidas, conforme as recomendações sanitárias e de saúde, não podem frequentar o Lar e todas as atividades foram suspensas por tempo indeterminado.

Porém, a direção, presidida por Márcia Büttenbender com a colaboração do padre Joel Ferrari (representante legal Scalabriniano), não deixou de atender as famílias das meninas desamparadas. Em isolamento social desde 23 de março, muitas enfrentam sérias dificuldades econômicas que foram intensificadas com a pandemia. Desemprego, trabalho e salário reduzidos, e outras situações estão desestruturando os núcleos familiares.

“Nos mobilizamos para não deixar faltar o básico para as famílias das assistidas. A comunidade está colaborando com a doação de alimentos não perecíveis, produtos de higiene e limpeza, roupas, calçados, cobertores, mantas e máscaras, entre outros. Todo o arrecadado foi acondicionado e distribuído para as famílias das meninas”, disse a diretora Márcia.

Conforme balanço, nos meses de abril e maio foram distribuídos 1.850 kg de alimentos, além de produtos de limpeza e de higiene pessoal, máscaras, roupas, calçados, cobertores, brinquedos e fraldas. Os donativos foram organizados em cestas e entregues, através de visitas domiciliares e também no próprio Lar da Criança.

“Agradecemos a comunidade que tem nos auxiliado. Continuamos a missão e o compromisso de ajudar as famílias das meninas assistidas”, destacou o pe. Joel.

No Lar da Criança Primo e Palmira Pandolfo as meninas, com idade entre 5 e 14 anos, recebem alimentação, reforço escolar e pedagógico, aulas de computação, música, dança, artesanato e atividades esportivas e de recreação.

Central de Conteúdo Unidade Aurora

Enviar Correção

Comentários