Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
09:00:00
Vida
10:00:00
 
 

Multinacional brasileira quer ampliar a produção de suínos em Guaporé

por Eduardo Cover Godinho

BRF S.A espera atrair agricultores com proposta de investimento e ótimos ganhos a médio e a longo prazos

Uma das maiores companhias de alimentos do mundo, a BRF S.A. está enraizada no Rio Grande do Sul há décadas. Fusão entre Perdigão e Sadia, a empresa integradora busca ampliar a capacidade de produção de suas unidades e para que isso possa acontecer, a matéria prima é necessária. Técnicos da empresa estiveram em Guaporé apresentando um plano de expansão para a suinocultura.

Os representantes da companhia, durante a reunião no auditório da Casa da Cultura, salientaram que o mercado do suíno está com grandes perspectivas e potencial de investimento muito forte. O hábito de consumo está mudando e o custo/benefício é um dos atrativos para que novos produtores rurais possam investir.

A proposta da BRF, conforme o engenheiro agrônomo da Emater/Ascar-RS – Escritório de Guaporé, Antônio César Perin, prevê a instalação de estrutura modular (galpão) de 100m por 15x,30, o que totaliza, 1.530 m2, para terminação de 1.250 suínos. O investimento previsto é de R$ 500 a 700 mil com a possibilidade de financiamento através das linhas ofertadas pelo Governo Federal. O pagamento pode ser de 10 anos, com dois de carência.

“É uma oportunidade para os agricultores que queiram ter uma renda diferente e permanente em sua propriedade. O Município, conforme informações obtidas junto ao secretário de Agricultura Hélio Bresolin, tem compromisso com o processo de expansão da atividade de suinocultura. É mais uma chance de diversificação das atividades rurais com ótimos ganhos”, destacou Perin.

O Poder Público, conforme o engenheiro agrônomo, possui linhas de investimentos para os produtores rurais que queiram investir na expansão da suinocultura e em outras atividades no campo. Estas são: terraplanagem; ressarcimento de parte do investimento ao longo dos dez anos.

“O agricultor tem que optar por uma delas. São Leis que foram desenvolvidas ao longo dos anos e estão à disposição de todos que queiram investir nas propriedades rurais. O Município está preparado para receber qualquer investimento”, salientou o secretário Hélio Bresolin.

O resultado, segundo o exposto no encontro em Guaporé, destaca o valor de ajuda de financiamento de R$ 17,50 por animal (suíno) e o restante variável em: peso, conversão, mortalidade. Para participar da expansão da atividade de suinocultura alguns critérios, como licenciamento ambiental adequado e presença de água potável, são exigidos pela companhia.

“O Conselho de Desenvolvimento rural de Guaporé (Comderg), entidade que congrega o conjunto das representações institucionais mais os agricultores, tem focado o trabalho para promover o crescimento econômico do Munícipio, ou seja, gerar renda e receita pública”, o presidente Valcir Buffon.

O presidente Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR), de Guaporé, Fernando Marcolin, destaca que sempre é bom buscar novas possibilidades para oportunizar a sucessão rural.

“Estamos cada vez mais cientes que a diversificação das propriedades rurais é o caminho para que os jovens possam permanecer no campo. Não podemos nos deter apenas em uma atividade, visto a situação vivida a cada ano com a falta de chuvas, temporais, granizo, entre outras. O que a empresa está propondo é muito bom e com certeza agregará valor para os produtores que forem parceiros. É um investimento alto, mas que no futuro compensará pelo crescimento do mercado do suíno”, disse Marcolin.

Agricultores que estiveram interessados em investir na expansão da suinocultura nas propriedades rurais devem procurar o Escritório da Emater, de Guaporé, para conversar e sanar todas as dúvidas pertinentes.

Central de Conteúdo Unidade Aurora

Enviar Correção

Comentários