Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
14:00:00
Programa de Domingo
19:00:00
 
 

Produtores de laranja reúnem-se em Tarde de Campo em Guaporé

por André Fabio Bresolin

Tarde de Campo foi ministrada pelo engenheiro agrônomo Enio Todeschini

O Escritório da Emater/RS-Ascar, de Guaporé, realizou na quinta-feira, dia 2 de maio, com apoio da Secretaria Municipal de Agricultura, Sindicato dos Trabalhadores Rurais e entidades que congregam o Conselho de Desenvolvimento Rural de Guaporé (Comdergs), uma atividade voltada aos produtores rurais que estão investindo na cultura da laranja. A Tarde de Campo sobre Tecnologias de Produção na Citricultura, ministrada pelo engenheiro agrônomo Enio Todeschini – uma das maiores autoridades brasileiras na área da fruticultura, aconteceu na propriedade da família de Jaime Santin, localizada na Capela Santo Antão. Objetivo do encontro foi ampliar as informações aos agricultores, permitindo a formação de um grupo, que deve ser reunir regularmente, para a troca de informações de natureza técnica e de tendências de mercado.


Os temas abordados no evento foram manejo de solo e plantas de cobertura, armazenamento e manejo seguro dos agrotóxicos na propriedade, manejo da copa através da abertura do dossel vegetativo por meio de poda e controle de pragas e doenças dos galhos através da aplicação de calda sulfocálcica. Para o engenheiro agrônomo da Emater Guaporé, Antônio César Perin, a diversidade no setor primário do município possibilita o plantio de inúmeras culturas e a dos citros, em especial da laranja, se destaca.

“Guaporé tem uma produção agrícola diversificada, sendo a laranja uma das espécies cultivadas que tem um grande potencial de expansão devido ao retorno financeiro que possibilita ao agricultor. O crescimento na área plantada, mesmo que não muito significativo, favorece novos investimentos, em especial a pós colheita. Os produtores, para ter maior ganho financeiro, devem apostar na classificação da fruta para a revenda às empresas beneficiadoras. Esse é o foco. Temos muito a crescer e acreditamos no potencial de todos que buscam a diversidade no setor para obter maiores lucros e consequentemente melhorar a qualidade de vida”, disse Perin.

Os produtores têm ao seu dispor algumas ferramentas para acessar o mercado: balança para pesagem, classificadora de frutas e crédito rural. 

“Com isso, a cadeia produtiva local fica mais eficiente, pois acessa novas possiblidades de mercado, com agregação de valor”;

Muitas perguntas foram feitas, opiniões foram externadas e sobretudo verificou-se, segundo o técnico agrícola Tiago Figueredo, que há espaço para aperfeiçoamento, sem necessariamente aumentar gastos. “Inclusive com diminuição de uso defensivos”, afirmou.

Para Todeschini, é necessário qualificar os processos de produção e, para isso, esses encontros são fundamentais, pois aproximam a Extensão Rural e Social do agricultor familiar.

“Temos os mais diversos tipos de solo na Serra Gaúcha. Como afirmamos: tudo o que se planta, dá. E não é diferente aqui em Guaporé. Os agricultores são verdadeiros empreendedores e o crescimento das culturas e do investimento no campo é reflexo do trabalho. As instituições, como a Emater, têm contribuído para esse desenvolvimento, em especial no que tange ao pós porteira. O produzir é fácil, não perder produção, agregar valor e ter um preço que recompense e retribua financeiramente é o que todos buscam”, disse.

O engenheiro agrônomo afirma que Guaporé tem destacado-se pelas políticas públicas de incentivo ao homem do campo, em especial aos jovens. Alimentos na mesa, segundo Todeschini, todos os dias alguém tem que colocar e o produtor é peça fundamental nessa engrenagem.

“Tem espaço para todos e há necessidade de investimentos. Porém, tem que ser profissional. Não adianta plantar de qualquer jeito, produzir qualquer categoria e classificação de produto e querer vender com preço bom. Tem que ter administração interna e produzir com qualidade. Isso é válido tanto para o setor da fruticultura, como qualquer outro”, salientou.

Para o secretário da Agricultura, Hélio Bresolin, o Poder Público de Guaporé, está fazendo o máximo para oferecer melhor infraestrutura como estradas vicinais com condições de trafegabilidade, energia elétrica, internet e apoio dos programas existentes.

Central de Conteúdo/Rádio Aurora 107.1 FM
Rede Scalabriniana de Comunicação 
Siga-nos no Instagram: @rdauroraguapore

Central de Conteúdo Unidade Aurora

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais