Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
10:00:00
Gente Nossa
14:00:00
 
 

Técnicos do Irga conduzem ensaios da Vitrine Tecnológica

por Ivan Sgarabotto
O Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga) apresenta na Vitrine Tecnológica da 25ª Abertura Oficial da Colheita do Arroz, nos próximos dias 5, 6 e 7, no parque de exposições do Sindicato Rural de Tapes, seu pacote tecnológico para as culturas do arroz irrigado, do milho e da soja, quando cultivados em rotação com o arroz, alternativas disponíveis para a várzea. Foram preparadas pelos técnicos do Irga três parcelas demonstrativas. A primeira inclui as últimas cultivares lançadas pelo Instituto, a Irga 424 RI, Irga 428, Irga 429 e Irga 430.O chefe do 10º Núcleo de Assistência Técnica e Extensão Rural (Nate), engenheiro agrônomo Rudineli Ribeiro Carvalho, explica que em uma das parcelas, cultivada com a variedade Irga 424 e todos os manejos da cultura, serão demonstrados como a variedade reage ao ocorrer atraso na irrigação.A rotação do arroz irrigado com outras culturas também estará em destaque na vitrine, a fim de mostrar alternativas para a várzea. Uma parcela foi preparada com a primeira cultivar de soja melhor adaptada a terras baixas, desenvolvida a partir da parceria do Irga com a CCGL TEC, a TEC Irga 6070RR. Outra, cultivada com milho, apresenta a cultivar Dekalb 240 (DKB 240)  resistente ao glifosato.A equipe do 10º Nate, integrada ainda pelo técnico agrícola Almir Rogério Kawski, ficou responsável pelo manejo e condução das demais parcelas que serão apresentadas pelas mais diversas empresas na Vitrine Tecnológica. Carvalho conta que  a maioria das parcelas foi cultivada com a variedade Irga 424, numa densidade de semeadura de 100 quilos por hectare. O plantio, realizado no dia 28 de outubro de 2014, foi feito com adubação de base 300 quilos (04-17-27).A primeira mão de uréia (200kg/ha - 33-00-20) foi realizada no dia 21 de novembro de 2014 e a segunda, com as mesmas especificações, no dia 19 de dezembro de 2014.No dia 21 de novembro de 2014, foram utilizados os herbicidas Ricer (80ml/ha) e Aureo  (300ml/ha). A primeira aplicação de inseticidas e fungicidas ocorreu no dia  30 de dezembro de 2014 (Nativo – 1l/ha , o fungicida e Aureo - 300ml/ha – óleo). Foram usados ainda os inseticidas Actara (250g/ha), Certero  (150ml/ha) e Belt (80ml/ha).A segunda aplicação ocorreu no dia 7 de janeiro de 2015 com os fungicidas BIM (300ml/ha), Priori (400ml/ha) e Altern (500ml/ha). Os inseticidas usados foram Actara  (250g/ha) e  Certero (150ml/ha). As parcelas se encontram com aproximadamente 75 dias da emergência e fase inicial da emissão da panícula.Na lavoura da abertura da colheita, também cultivada com a variedade Irga 424, foi aplicado 7,5 toneladas/ha de calcário assim como nas vitrines e 5t/ha de composto orgânico. Foi utilizado o Herbicida Ricer (180 ml/ha). A primeira aplicação de fungicida Nativo (1L/ha), Oleo mineral Aureo (300 ml/ha) e de inseticida Actara (250g/ha), ocorreu  na fase de pré-floração. A segunda, dos fungicidas Bim (300g/ha), Priori (400 ml/ha), Alterne (500 ml/ha), Oleo mineral Aureo (300 ml/ha) e inseticidas Actara (250g/ha), Certero (150 ml/ha) e Belt (80 ml/ha), foi feita em floração plena.Atualmente  (29/01), a lavoura da abertura da colheita está com aproximadamente 119 dias a partir da emergência, na fase final de desenvolvimento reprodutivo e maturação, estágio de enchimento de grãos.Texto: Luciara Schneid/Irga
Edição: Redação Palácio Piratini/Coordenação de Comunicação

Central de Conteúdo Unidade Aurora

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais