Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
09:00:00
Temática
12:00:00
 
 

Condições meteorológicas favorecem colheita de grãos no Rio Grande do Sul

Emater-RS

A colheita da soja avançou rapidamente durante a última semana, apesar de chuvas mais abundantes na região Central

Colheita já atigen 40% no Estado
Foto: João Romanini

Conforme o Informativo Conjuntural divulgado pela Emater/RS-Ascar nesta quinta-feira (02/04). Neste momento, o percentual de área colhida chega a 40% do total plantado, com mais 40% prontos para serem colhidos.

No início da colheita, as plantações de soja apresentaram produtividades elevadas, atendendo às expectativas dos produtores. À medida que a colheita avançou para cultivares implantadas mais para o final do período de plantio e para cultivares com ciclo mais longo, as produtividades começaram a diminuir. Segundo técnicos da Emater/RS-Ascar, essa queda na produtividade está associada à ocorrência de doenças, principalmente a ferrugem asiática, e a períodos de poucas chuvas no estágio de enchimento de grãos da cultura.

Esses fatores também aceleraram o ciclo da soja, provocando a antecipação da maturação e comprometendo o enchimento de grãos. Como consequência, os números finais das produtividades obtidas pelos agricultores apresentam grande variação. Segundo depoimentos de produtores, os rendimentos obtidos oscilam entre 35 e 84 sacos de soja por hectare, o equivalente a 2,1 mil kg/ha e 5,1 mil kg/ha, respectivamente. A produtividade média projetada para o Rio Grande do Sul se situa ao redor dos 3 mil kg/ha.

As condições meteorológicas registradas nos últimos dias favoreceram também os produtores de arroz, como aponta a Emater/RS-Ascar. A colheita avançou de forma significativa e o total de área colhida no Rio Grande Sul chega a 60%. Mesmo assim a defasagem em relação ao ano passado fica em 13 pontos percentuais. A região da Fronteira Oeste segue como a mais adiantada, com boa parte dos municípios alcançando percentuais que ultrapassam os 70%. Nessa região, as produtividades estão ao redor de 8.500 kg/ha, sendo que a qualidade do produto (rendimento no engenho) está acima de 60%.

A colheita do arroz também segue de forma satisfatória na Região Sul do Estado. O clima seco favoreceu esta etapa e toda a logística de transporte, secagem e armazenamento da safra, proporcionando agilidade na retirada do produto das lavouras. A expectativa de ótimos rendimentos vem se confirmando, como em Arroio Grande, com 8.200 kg/ha, e em Rio Grande, com 9.300 kg/ha. A exceção fica com o município de Tavares, onde os rendimentos estão em torno de 6.500 kg/ha, devido à incidência de doenças fúngicas (especialmente brusone).

A colheita das lavouras de milho, de acordo com o Informativo Conjuntural da Emater/RS-Ascar, também segue sem maiores percalços, atingindo nesta semana 70% da área plantada. Com exceção de casos pontuais de áreas implantadas mais no tarde e que enfrentaram deficiência hídrica durante a fase de floração, as produtividades seguem em níveis elevados, situando a média estadual acima dos 6 mil kg/ha. Confirmada essa média, será a maior até hoje alcançada.

Central de Conteúdo Unidade Aurora

Enviar Correção

Comentários