Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
19:00:00
A Voz Do Brasil
20:00:00
 
 

Levar a tristeza passear

Neusa Picolli Fante

Às vezes é preciso levar a tristeza passear, quem sabe nesse caminhar ela se perca ou encontre um outro jeito de funcionar, e siga a se modificar...

Quem sabe nesse passeio você compreenda por que ficou fechado em si mesmo por tanto tempo, e descubra inesperadamente a alegria e a serenidade que podem brotar nesse se deslocar.

Ficar preso nas próprias amarras, que não consegue romper e muito menos dissipar, é a mais penosa tristeza.

Passeando, talvez a tristeza não se sinta tão sozinha, e encontre um brilho no olhar que possa lhe ajudar a se alterar. O olhar triste a se transformar e a aflição a se reeditar, podem encontrar outra morada, outro modo de funcionar.

Sentimento este que necessita acudir as angústias sentidas. Construir um novo jeito de ser e de estar...  Edificar o brilho nos olhos do encantamento pela vida que até aquele momento não teve um leve lugar.

Mais triste ainda é aquele que não leva sua tristeza passear... não a inspira a conhecer coisas novas, sentimentos diferentes, sentidos apropriados. Tudo que possa ajudá-lo e ajudá-la a se transformar.

 

Sobre o autor

Neusa Picolli Fante

Psicóloga Clínica e Especialista em Teoria, Pesquisa e Intervenção em Luto. Graduada em Comunicação Social.  Autora do livro Caminho dos Girassóis: Uma abordagem sobre o luto, Dor sem Escuta, Entrelinhas da Vida, Quintais da Minha alma.

Enviar Correção

Comentários